Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como teus times de trabalho evoluem a partir do feedback?

São os times que evoluem, ou os indivíduos que fazem parte dele?

Fiquei pendurado nesse paradigma, os grupos evoluem ou somente os indivíduos?

A profundidade da relação reduz os ruídos e aumenta a positividade. Se eu me focar na melhoria das relações, das comunicações, da empatia do conhecer um ao outro, suas potencialidades e defeitos, entendo que SIM OS TIMES EVOLUEM JUNTO COM SEUS INDIVÍDUOS.

Nessa constatação, o feedback não é só necessário mas fundamental. O feedback é o instrumento natural para expressarmos aquilo que pensamos (positivo ou negativo), e evoluirmos para cuidar do que emerge (O QUE PODEMOS MELHORAR). Feedback não é só dizer o que pensamentos, mas termos instrumento de forma para tal, de modo que o que for dito não seja olhado pelo viés negativo, e sim para gerar mudanças no que precisamos evoluir como time.

Quando uma voz se cala, não fala o que pensa, não da a devolutiva aos demais e não encontra forma para tal, acaba se afastando gerando subsídios para outras interpretações dos demais. Pode transmitir sentido de desinteresse, ou descompromisso, mesmo que la no fundo não seja isso, e seja somente um desconforto não comunicado.

Os times enquanto juntos geram energia no campo. Existe por traz dos times essa energia de atração, ou um ambiente propicio para interação que fortalece as relações, que torna possível sermos sinceros e interpretados com um recado orientado ao QUE TAL SE.

Voltando a evolução a partir do feedback, a afinidade entre as pessoas aumenta. Fiz um experimento que envolveu check-in todas as manhãs por mais de um ano, com perguntas aleatórias em um time de trabalho. O saber como o outro chega, e o que o esta motivando ou acontecendo naquele momento, permite aprimorar o canal de feedback, se alguém não esta bem, entendemos que não é o momento pra uma conversa mais dura, mas não deixamos de ter a conversa só melhoramos o momento ou escolha para tal.

Se alguma tarefa ou situação teve uma novidade, por que não comunicarmos a todos e ver o que podemos fazer juntos?

Se uma orientação encontrou um bloqueio, por que não remeter o retorno, com uma sugestão do que poderia ter funcionado melhor?

Quando percebemos um descompromisso, por que não sermos sinceros sobre o que estamos sentindo, abrir uma conversa para entender o que passa e sugerir melhoras?

Feedback gera confiança. Sim é natural que o feedback venha carregado de julgamentos (não é o melhor cenário), mas é natural que para gerar uma melhora partimos de um julgamento de alguma referencia, uma comparação com experiencia anterior.

Quando ocorre o julgamento, mesmo que involuntário, que tal olharmos para isso como um ponto de referencia baseado no passado, e não um ponto de referencia que possa comprometer o futuro.

Assim o feedback fica focado no QUE TAL MANTER ALGO ASSIM, que TAL MELHORAR aspecto tal.

Como é receber um feedback de melhoria a partir de um olhar depreciativo?

Como é receber um feedback de melhoria a partir de um olhar depreciativo? (12/0ut)

Com que frequência tem pedido feedback sobre tuas habilidades?