Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como gestar mais encontros? (13/nov)

Gestar? Todo encontro vem de uma gestação, de um preparo, de uma intenção de um cuidar.

O encontro dos meus pensamentos com minhas palavras aqui vem de um gestar também, já são muitos textos, muitas falhas, muitos dias não escritos, este período em especial é o mais caótico de todos. Fiquei dias sem escrever, pulei datas, depois escrevi e ficou salvo sem ser publicado quebrando a sequência, e como o mecanismo que criei segue o CHRONOS o caos me levou ao Kairós da escrita, o tempo certo, o tempo do coração, e tudo bem.

A pergunta de gestar mais encontros se conecta a esse Kairós, de respeitar o tempo das coisas o tempo não cronológico, de semear um convite de amor, de cuidar pra que esse amor flutue na leveza e se conecte na vulnerabilidade minha e do outro, que faça sentido e que faça sentir, que carregue não só a intenção do convite, mas a intenção do onde ir, e do onde chegar, para que na conversa, no encontro, nos encontremos em si mesmos e no outro, nos corações de cérebros ancestrais e que nesse encontrar e choques de energias e sentimentos consigamos produzir o melhor dos resultados, o amor.

Todo como gera expectativa, mas não existe forma, sinto que uma conexão genuína, e necessidades reais traduzidas em propósitos possam nos permitir mais.

Qual o tamanho do poder do silêncio?

Qual o tamanho do poder do silêncio? (14/nov)

Que campo é esse onde semeamos as intenções? (12/nov)

0