Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que sentimos quando o caos, substitui o complexo?

Começo pelo medo…

Continuo pelo sentimento de apreensão, sentimento de urgência e ainda uma aflição de que não tem solução.

Esses sentimentos se seguem por alguma ação que emerge, seja qual for, é preciso agir.

Parecem perdidas as frases, mas quando não conseguimos observar e navegar na complexidade, o caos toma conta em algum nível de percepção. Alguns se sentem ameaçados em sobrevivência, outros ameaçados ao mundo conhecido, e respondem de alguma forma, ou com ação ou com violência, depende da perspectiva e do preparo.

Termino de escrever o paragrafo e reflito que a bolha que vivo talvez esteja preparada, mas a grande maioria tende a agir com violência, ou reação ao invés de ação.

Sim, a ação positiva é muito diferente da reação ou resposta. Se só respondemos podemos entrar num looping sem saída de soluções já conhecidas, se nos permitirmos agir, observando o que emerge, PODE SER QUE consigamos navegar também no CAOS, reagindo rápido não com respostas ou reações, e sim com perguntas, proposições e ações concretas.

Como interagir mais?

Como interagir mais? (1/dez)

Como lidar com a complexidade do nosso entorno?