Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que estamos fazendo em excesso que nos sobrecarrega?

“Trabalho, trabalho e trabalho, para nas férias descansar…”

“É só um momento…estou sobrecarregado agora para terminar esse trabalho…”

“Já estou que não aguento mais, mas falta pouco…”

As três são frases minhas em algum momento de 2018, e se repetiram varias vezes. Dependendo de quem escuta podem refletir comprometimento, como também podem significar esgotamento ou excesso.

O tempo é finito, não canso de repetir. Ele não volta, é o tempo do agora, mas o stress de hoje, pode ser. a dor de amanhã, e me faltam habilidades para conduzir esse equilíbrio. Estar conectado o tempo todo, a todo tempo me exige um esforço de atenção, um esforço de saber dizer não, um esforço ainda maior de aceitar que não posso tudo e é necessário escolher, luto tentando ser mais efetivo e abraçando mais e mais situações..

Quando penso no que estou fazendo em excesso que me sobrecarrega, me veem em mente todos os frequentes sims, a dificuldade em dizer não, fazendo com que muitas vezes outros escolham por mim. As vezes é um retorno breve no WhatsApp, ou uma conversa que não pode ser adiada, e na maioria das vezes a habilidade de deixar um tempo para mim.

Penso na sobrecarga, e me vem duas soluções, aumentar a capacidade de carga, ou reduzir a carga extra, a evolução e a tecnologia nos permitem gerenciar o tempo cada vez melhor e aumentar a capacidade, mas também são necessários mais nãos na mesma direção. Trabalhar focado, conversar focado, dedicar o tempo adequado para entrar e sair de uma conversa, anotar, utilizar os apoios disponíveis podem sim permitir uma menor sobrecarga e quem sabe uma vida com mais equilíbrio do que excessos.

Como as crianças conseguem focar no próximo passo?

Como as crianças conseguem focar no próximo passo?

Quais obstáculos para desaprender?

0