Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

E se todo dia tivesse um checkin e um checkout?

Quais as possibilidades se toda ação fosse procedida de um processo de abertura, e encerramento ao seu final?

A pergunta move minha mente em varias direções, uma delas é a de que vivemos em ciclos que tem que ser abertos e fechados, sonhados e celebrados, iniciados e encerrados. Quando falamos em ciclos talvez a imaginação nos leve a ciclos de trabalho, ciclos de estudo, ciclos de vida e quantos outros ciclos que demandam ser sonhados e celebrados, mas ainda me detenho no meu ciclo diário.

Trago a percepção do sonho e da celebração, baseados nos aprendizados que tive experimentando o "Dragon Dreaming" (meta-método aplicado a projetos) e muitos ensinamentos recebidos de John Corft. Se conseguíssemos dedicar tempo, ou espaço tempo a sonhar nossos projetos, a se permitir estar presente no que realmente queremos, desejamos e intencionamos, como seria?

E se? Ao iniciarmos nossos dias, pudéssemos sonha-los, colocando intensão em nossas ações e pensamentos para nos sentirmos bem com nossos corações, quais benefícios alcançaríamos? Quais os Reflexos?

Tenho experimentado 3 praticas interessantes no início dos meus dias:

A primeira é de me presentear com 10 minutos de meditação, buscando iniciar o dia com mente limpa, conectado com meu ser superior e interior. Isso me traz tranquilidade, e objetividade, minha mente inicia com memória disponível para tocar o dia.

A segunda é abrir minha agenda/diário, e escrever 3 atividades que quero completar nesse dia, para obter o sentimento de completude ao seu final, que me motiva e me da sentido ao que faço.

A terceira, que já pratico a 9 meses com minha equipe de trabalho, é iniciarmos o dia com um checkin, provocado por uma pergunta exploratória, com o objetivo de nos conectarmos como time, e sabermos como esta cada um da equipe ao começar o dia.

Somando os 3 momentos, talvez dedique uns 30 minutos diários para iniciar meu dia, mas posso garantir que são recompensados ao longo do dia, por manter viva as intenções pensadas nestes 30 minutos que me apoiam a tomadas de decisões em menor tempo.

Mas e o checkout? Confesso que não tenho conseguido ter o mesmo cuidado que tenho ao sonhar, para dedicar tempo a celebrar os fatos ocorridos no dia. Consigo apenas fazer uma checagem do que concluí ao longo do dia, compartilhando junto com minha equipe também em chats, via Skype, para comunicar aos demais os fatos concluídos. 

Sinto falta de mais celebrações, de mais tempo para o checkout, de poder escrever respondendo algumas perguntas interessantes. O que aprendi ao longo do dia? Quem fiz sorrir ao longo do dia? Quais coisas novas criei nesse dia? Quais surpresas se apresentaram? O que poderia melhorar? Quais os pontos altos do dia que passou? Sempre buscando nas perguntas olhares positivos, ou propositivos de melhora, que me remetam a celebrar e ter o olhar consciente dos pontos positivos que ocorreram e os pontos a melhorar.

Como são os rituais de celebração?

Como são os rituais de celebração?

Quantos itens tem na tua listinha?

0