Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como são os rituais de celebração?

A palavra celebrar normalmente nos remete a festas, comemorações, e/ou lembranças de datas importantes, celebramos aniversários, nascimentos, formaturas, casamentos, vitórias, conquistas e tantos outros rituais habituais que convivemos.

Quando estudava eu celebrava quando chegavam as férias, adorava as celebrações de natal e ano-novo, próximas a celebração do meu aniversario. Ao conhecer o "Dragon Dreaming" vi que todas estas celebrações eram fechamento de ciclos, mas que muitos outros ciclos existiam e não eram celebrados, trabalhei por anos em projetos dos mais variados tipos, pequenos, médios e grandes. Projetos pessoais, empresariais e de equipes. Se tentar classificar ou enumerar os ciclos e projetos que ja vivi a lista seria gigante, não por ser engenheiro, construtor ou fazedor, mas sim por que sou humano, e talvez durante o meu dia no mínimo 10 processos ou projetos são vividos do inicio ao fim, e com certeza com você que lê o texto também.

Não tinha, por hábito celebrar, não tinha entendido o que eram celebrações, até me dar conta que toda vez que riscava ou colocava um ok em uma das minhas tarefas, inconscientemente estava celebrando a conclusão daquela tarefa, um modo automático, sem presença de consciência, mas simples e rápido com pouco tempo dedicado.

Dedicar tempo a celebrar?, com o Dragon Dreaming aprendi que os ciclos de projetos precisamos 25% de tempo para sonhar, 25% de tempo para planejar, 25% de tempo para executar, e finalmente 25% de tempo para CELEBRAR. Quão pouco celebramos ao longo do nosso dia? do meu dia?

A celebração ultrapassa os rituais tradicionais, tomar consciência de aprendizados, necessidades, apoios, conclusões, duvidas, erros e principalmente consciência do outro e das relações que vivemos ao longo do dia por si só são celebrações. Cada troca ao longo do dia, uma reunião, uma divisão de tarefas, a refeição ou o despertar pode ser celebrado internamente no ato de se manter presente vivo, e em constante transformação.

Celebro nesta linha meu décimo texto escrito, num hábito crescente de colocar no mundo meus pensamentos diariamente através de letras e palavras.

Celebrar o simples ato de respirar já é em si a celebração do ciclo mais curto que temos desde o dia em que nascemos, expirar e inspirar...

Como tratar o tempo do relógio e o tempo do pensamento?

Como tratar o tempo do relógio e o tempo do pensamento?

E se todo dia tivesse um checkin e um checkout?

0