Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como tratar o tempo do relógio e o tempo do pensamento?

Ouvi muitas vezes que nada supera a velocidade do pensamento, mas e o tempo do pensamento? Pode ser calculado?

Sempre pensei mais rapido do que falo, a velocidade da minha fala sempre foi mais rápida do que a habitual, como se tivesse sempre atrasado. Quando morei na Espanha descobri o por que deste descompasso, cada dialeto ou idioma tem sua velocidade específica, cresci em uma cidade de fronteira, Santana do Livramento vizinha a Rivera, meus avós falavam Espanhol comigo e naturalmente absorvi o idioma ainda quando pequeno.

Resulta que esse aprendizado, trouxe uma velocidade de dialeto diferente para o meu português no Brasil, é como se eu não conseguisse falar o que estou pensando na velocidade do idioma. Sempre tive essa dificuldade, querer expressar mais do que falei, mas não entendia o porque, na Espanha a velocidade da minha comunicação estava sempre em compasso com meu pensamento, ou pelo menos com o que o meu pensamento queria dizer, parece maluco, mas sim existia essa diferença, mesmo que as vezes me faltassem vocabulário, no espanhol me era muito mais fácil comunicar-me, já no português essa velocidade de certa forma atrapalhava minha comunicação.

Não me restou duvidas ou remédio, precisava corrigir a velocidade do meu pensamento, ou utiliza-la de outra forma ao me comunicar em Português.

Essa experiencia com o idioma, e velocidades, me trouxe novas percepções, percepções do tempo. Quando durmo mais 9 minutos no soneca, meus pensamentos em sonhos são capazes de criar viagens infinitas, com um tempo percebido muito maior que 9 minutos, daquelas viagens que quando acordamos temos a sensação que mais 30 segundos teriam sido maravilhosos. 

Essa reflexão do tempo me ajudou a perceber a dimensão que é meditar por 10 minutos, em espaços concentrados, desconectados do tempo do relógio (Kronos), podendo acessar outra percepção do tempo, variável, não precisa, infinita e ao mesmo tempo curta, que é a dimensão do tempo do pensamento, tempo da vida.

Quem não ouviu a celebre fala de que "o tempo é relativo", 2 segundos em um acidente de carro são uma vida, se comparada a 2 segundos num parque de diversões. Temos esta outra dimensão do tempo não medida em relógio, não administrável,  e que pode ser apenas percebida, o "Kyros" ou na minha percepção o tempo dos pensamentos.

Acabo de tomar 3 decisões, conectando pontos, ligados ao tempo, ao decidir encerrar o texto para outros afazeres, definindo quais afazeres. Talvez não tenha levado 1 segundo do relógio para tomar essa decisão, mas o pensamento que conectou os pontos foi muito mais rápido e com uma série de analises, em outra dimensão de tempo, em outra velocidade de vida...

Como é se presentear a perceber tempos de pensamentos?

 

Como é se presentear a perceber tempos de pensamentos?

Como são os rituais de celebração?