Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Ajudar ou apoiar? Qual a diferença?

É sutil, talvez imperceptível, mas sinto uma diferença nas duas palavras, a depender do uso e do contexto. Talvez não sejam as palavras, mas o significado que trago por trás delas, na intenção genuína do que é apoio.

Já escrevi algo a respeito em 6 de Julho de 2016...lembro que foi o revisitar das 33 perguntas sobre colaboração, depois de ter vivido a experiencia do encontro da Arte da Colaboração, leio e me sinto da mesma forma, 2 anos depois...a pergunta continua viva, diferente e com significados distintos...

"3/33 O que é PEDIR AJUDA para você? Como você conecta as palavras AJUDA e COLABORAÇÃO?

A palavra ajuda tem me incomodado, ainda não sei por que, mas as vezes me traz algo como se fosse uma dor, algo que corrói e ai se pede ajuda, não sei se estou certo e até prefiro não estar, mas acho que quando as pessoas usam a palavra ajuda, já estão mais próximo de gritar SOCORRO, e parece que é assim que vemos na maioria, não sei você, escuto ajuda já no tom de socorro.

Me soa mais fácil, mais próxima a palavra apoio, energia positiva posta ao ombro, um empurrão para fazer, aquela força que faltava. Me vejo falando, “ei me da uma força, apoia aqui”. Traduzi em um dos dias a colaboração como uma cadeira de 4 patas, se uma quebra, as outras 3 não servem pra nada. As 4 juntas se apoiam, distribuem o peso, distribuem as tarefas igualmente, e também distribuem a decisão de cair, quando uma delas se quebra.

Então, pedir ajuda, dói, vejo que pedimos socorro, e não ajuda. Então por que não nos pormos mais vulneráveis antes da emergência, e pedirmos apoio, pedirmos aquela força que todo amigo sabe dar. Essa força somada a outras e outras, e infinitas forças nos move a um mundo da colaboração, imagine todos conectados ao propósito comum de viver em permanente colaboração. Não necessitaríamos pedir ajuda, seria simplesmente aceitar os apoios disponíveis.

Ajuda = Apoio = Força = Sustentação = Equilibrio = Colaboração"

2 anos passaram, e fui mais fundo na aprendizagem de entender por que me incomoda a palavra ajuda, talvez o que me incomode mesmo é como ela é utilizada quando conectada a palavra doação. Vivemos em fluxo, continuo, abundante na natureza, o fluxo do ar, do movimento, da ação, da colaboração. Ainda escuto pedidos de ajuda quando a situação já é insuportável ou de emergencia, e escuto poucos pedidos de apoio (confesso que tenho escutado cada vez mais e fico feliz com isso).

Hoje sinto a diferença conectada a fluxo, quando existe um pedido de ajuda, ou de doação finito, pontual, ele se esvai, é como um sumidouro, por mais que se ajude aquele impacto é pontual e não ressoa, não pulsa, não gera pulso, ACABA ALI. Quando escuto o apoio ele me remete a continuidade, a empurrão, a colocar algo em movimento, continuo ciclo, que de alguma forma vai REVERBERAR.

Assim, independente se usas mais a palavra apoio, ajuda ou pedido, peça  sempre com a intenção de fluxo, ajude colocando algo em movimento, apoie incentivando o próximo passo. E assim pouco a pouco, as diferenças se somam e colocamos o mundo em movimento abundante.

Como me deparo com minha escassez de tempo? E que outras escassezes?

Como me deparo com minha escassez de tempo? E que outras escassezes? (19/jun)

Falo sobre pedir...como reages quando alguém te pede algo inesperado?

0