Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Que mensagens deixaria para o você de daqui a 20 anos?

O eu de hoje falando com o eu do futuro...

Contaria o que estou sentindo, como estou aprendendo a me manter presente e coerente. Tenho alguns videos que fiz para mim mesmo, em alguns processos de aprendizagem. São videos cuidando de mim, pedindo para manter a calma, confiando que vai dar tudo certo, fazendo algumas perguntas para o futuro, se certificando de que o que eu sonhava realmente tinha acontecido.

Paro e penso um pouco mais, 20 anos é muito tempo, me vejo com 15 anos, tentando me lembrar que sonhos eu tinha? Quais eram meus desejos? meus medos? Minhas duvidas? O que estava aprendendo, neste instante 20 anos atras em 1998? Como reagia frente aos desafios? O que eu imaginava para o momento que estou agora?

Tento lembrar e não me vem nada em mente, talvez por que eu não tenha registrado, talvez porque pensar, idealizar ou planejar algo para 20 anos seja tão irresistível, e ao mesmo tempo tão insano. Imagino a surpresa para o meu eu do passado, contar que escrevo todos os dias, num site que naquela época era algo impensado. Contar tantas coisas que construí e aprendi. Mostrar pra este meu eu do passado quantas pessoas ajudei, troquei, com quantas pessoas aprendi, com quantas pessoas estive ensinando.

Talvez em algum lugar, em alguma característica esse meu eu de 1998 seja semelhante ao eu de hoje, e ao meu eu de 2038. Algo existe nestes 3 Rafas que se conecta, alguma essência, valores, memórias de criança, lembranças de colo de mãe e pai. Algo espiritual talvez, algo único como o meu ser, minha essência.

Fico tocado a pensar em o que realmente esta conectado, afinal meus amigos de 98 já vejo pouco, vejo pouco também os de 2008, e como será daqui a 20 anos com os amigos de 2018. Futuro serve para sonharmos, passado para aprender e o presente para viver.

Se esse paragrafo fosse um recado para 2038, eu diria que estou no momento mais crucial de enfrentamento das minha incoerências, no momento de decidir pela sabedoria e liberdade, ou pelo recolhimento e missão de salvar organizações. Eu me diria ao mesmo tempo que estou vivendo o extase, de estar dormindo do lado da criação de um ser vivo, diria que todos os dias falo palavras positivas pra esse ser que ainda minúsculo esta nos acompanhando. E que talvez minha paz seja estar próximo a ele/ela junto a Su.

Sim Rafa de 2038, o dia 28 de junho de 2018 ainda não terminou, comi massa com frango, refleti sobre o hoje, o ontem e o amanhã, e vou continuar trabalhando para que o Rafa de 2038 viva em mundo abundante de acesso, um mundo de paz, um mundo onde não existam mais organizações jurídicas, e sim comunidades de praticas, que os seres estejam experimentando autonomia, liberdade e interações múltiplas na velocidade de sei la o que.

Que amor e felicidade não sejam utopia, e sim que sejam ingredientes do dia a dia de todas as relações, por todas nossas relações guerreiro Rafa.

Que valores quero plantar para o futuro?

Que valores quero plantar para o futuro?

Como compartilhas o que já construístes?