Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Que tipos de bloqueio proporciono a mim mesmo por excesso de pensamentos?

Pensamento acumulado em excesso. Venho experimentando mais uma vez este status quo, ou momento de estafa mental por excesso de possibilidades e pensamentos não resolvidos.

Notei que o acumulo começou quando comecei a duvidar de mim mesmo, a duvidar de que tenho credito para seguir insistindo em algumas mudanças, duvidar de que fiz um bom trabalho, duvidar das minhas capacidades e começar a não confiar em mim me sentindo inseguro.

Percebi hoje a mesma fonte de toda essa insegurança que lota minha caixinha de pensamentos. Mais uma vez estou com o meu personagem limitante controlador e perfeccionista, ou herói a flor da pele. É como se em algum lugar na minha cabeça, eu criasse um mundo expectativo perfeito de onde queria chegar, e fico lutando em pensamentos ao ver que o caminho mudou e que o mundo que criei nessa expectativa já não é mais possível.

Internamente ao ver que o que planejei não vai acontecer, começo a me boicotar, me sentindo desanimado, desmotivado, devagar, distraído, relapso e por ai vai, nessa sequência de sintomas limitantes originados na insegurança, na fraqueza e desconfiança.

Esses bloqueios descritos acima, ou paradigmas limitantes, surgem em fila e em escala, quando começo a duvidar de mim, a criar hipóteses e múltiplos desvios em meus pensamentos. São atalhos, se nãos, se sims, e pontos de pensamentos do "e se". Começam a se acumular e talvez insanamente, eu comece a criar cenários monstruosos na minha mente, de que para nada dar errado, meu cuidado seja maior, ou simplesmente eu paralise, por medo de fazer algo e dar mais uma vez errado.

Nesse vai e vem de hipóteses, cenários e medos, crio bloqueios de toda ordem, principalmente de comunicação (passo a comunicar com desmotivação e baixa intenção de êxito), e criação (limito a criatividade e faço só o básico do já conhecido).

A desconfiança geram pensamentos em excesso que por sua vez bloqueiam.

Como transformar desconfiança em aprendizagem?

 

Como transformar desconfiança em aprendizagem? (27/jul)

Quais feedbacks me presenteio diariamente? (25/jul)

0