Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que eu/nós estamos fazendo em prol dessas transformações? (7/jul)

O quê? Simplesmente EXPERIMENTANDO...

Sim, talvez a palavra EXPERIMENTAR, ou incrementar a experiência seja o que exprime o que venho fazendo, e o que nós (os que me cercam) vem fazendo.

Se eu apontar ações, medidas ou praticas, posso apontar para pontos discutíveis se são ou não transformações e se tem ou não resultados. O que posso escrever, assegurar e me certificar pelo pedido de feedbacks, é que venho experimentando. Poderia simplificar dizendo que venho tentando, mas tentar parte do pressuposto de que vai dar errado e pressupõe também repetição apoiada no erro.

Ok, podemos continuar tentando, mas prefiro centrarme na perspectiva de continuarmos experimentando, e a experiência me/nos traz aprendizado, consciência ampliada e sabedoria para decidir diferente nas próximas oportunidades.

Parece confuso ao primeiro olhar, eu querer explicar as transformações que venho percebendo nos ambientes e comunidades que estou presente pela simples ação de experimentar, mas como ainda não sei a forma ideal, ou o jeito certo e vivo em sistemas extremamente complexos, me permito experimentar e sentir que cada comunidade, cada organização tem em si transformações especificas que hora dão certo, hora não, e mesmo assim seguem evoluindo.

Me fixo no evoluir, vamos continuar evoluindo, sempre, é uma certeza, se evoluímos juntos, evoluímos mais rápido (métodos ágeis já provaram isso, e a colaboração também), o testar rápido, aprender, evoluir e testar novamente, vem de diferias teorias e praticas, e essa experimentação é o que vem momento cada vez mais rápidos as transformações tão necessárias para o nosso meio de vida.

Eliminar bloqueios, utilizar a criatividade para experimentar de forma distinta, sonhar, planejar, executar e celebrar (aprender), e repetir os ciclos infinitamente, nos movem no sentido de sobrevivência, de estarmos íntegros conosco e com os demais, respeitando o fator humano e de sermos vivos de continuarmos evoluindo como tudo que vive e nos cerca.

As mudanças são uma certeza, e as transformações necessárias fazem parte delas e só saberemos se funcionam se experimentarmos...PARA QUE APRENDAMOS.

Podemos liderar através do nosso exemplo? Liderança Distribuída?

 

 

 

 

 

Podemos liderar através do nosso exemplo? Liderança Distribuída?

Que transformações gostaria de ver nos lugares que já passastes na tua vida?

0