Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Em que situações do dia podíamos começar com um elogio?

Que tal se o elogio começasse por si próprio. Imagine ao acordar, elogiasse pela alegria, pelo aprendizado, ou elogiasse por algo que tenha feito a si mesmo.

Por pior acordar que tenhas, com preguiça, com sono, cansado, ou desmotivado, Algum elogio podes encontrar, principalmente aquele em frente ao espelho, amando-se a cada manhã, admirando-se, sorrindo para si mesmo.

Se os elogios a si próprio soam difíceis, experimente elogiar a primeira pessoa que se apresenta a você no inicio da manhã, se não for alguém da família, que seja o motorista do ônibus, o cobrador do metro ou alguém que lhe sorri. 

Se mesmo assim o dia iniciar sem elogios, experimente no trabalho, o elogio a pessoa que fez o café, que te abriu a porta, ou até mesmo que deixou sua sala ou local de trabalho organizado. 

Ok estamos mais distantes um dos outros, mas o elogio é tão abundante, e tão infinito, que podes seguir buscando oportunidades de elogiar uma ou duas vezes para começar ao longo do dia, de buscar algo positivo no teu entorno (sempre existe). Se alguém te entristecer, experimente responder com um elogio, sem alguém te menosprezar, retribua com um elogio. Claro não corra perigos, nem se exponha ao ridículo, mas corra riscos e solte a lente do olhar positivo que existe em você.

Vejo tudo no positivo? Não, elogio constantemente? Não, elogio o tanto quanto gostaria? Certamente não, mas a cada dia, a cada elogio que me percebo entregando, me percebo mais vivo, mais humano e aprendendo a olhar o mundo com outros olhos.

Que lentes estamos utilizando quando criticamos alguém?

Que lentes estamos utilizando quando criticamos alguém?

Como estar sensível e simplesmente elogiar?