Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Que valores reconheces ter entregado hoje? 

Que dia bom pra responder essa pergunta, por alguns segundos pensei que o dia tinha passado em vão, sem entrega de valor.  Retornar para um mundo competitivo empresarial depois de passar 5 dias imerso em um ambiente colaborativo, me faz pensar que estou entregando menos.

Neste instante estou fazendo uma retrospectiva do valor que entreguei, um papo bacana com o motora do Uber pela manhã, um posicionamento diferente em uma reunião de equipe, e o dia desenrolando aos poucos, definindo posições de contratos, e com umas ideias muito bacanas pra demonstrar processos, principalmente a ideia de coloca-los em circulo.

Olho pro dia, que passei gripado e percebo que entreguei pouco valor para mim mesmo, agora nessa linha percebo a entrega para mim mesmo do prazer de escrever, talvez o maior valor entregue a mim mesmo, mas recordo de algumas linhas de textos interessantes olhados durante o dia, percebo o lançamento do Save the Date do Art of Hosting Leveza nas Relações que acontece em Novembro em POA.

Ainda coleto feedbacks do ontem e do hoje, mas talvez o reconhecer aqui seja a celebração das entregas de valor feitas durante o dia. Não sei se acontece também com quem me lê, mas tem muitos dias que sinto como se não tivesse entregado nada a ninguém, mesmo nos piores dias é possível perceber algum valor gerado (muito aquém das altas expectativas que tenho comigo).

Talvez mais importante que entregar valor, seja celebra-lo, reconhece-lo. Descobri uma ferramenta importante no ultimo final de semana para combater a desmotivação. Simplesmente celebre, reconheça o menor passo dado, reconheça as coisas boas finalizadas durante o dia

E assim reconhecendo as entregas do dia, podemos aliviar o peso da culpa e da procrastinação, nos dando motivação para dar novos passos no dia que vem amanhã.

O que acontece quando a calma causa uma estranheza?

 

 

O que acontece quando a calma causa uma estranheza?

Como construir valor? 

0