Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como podemos evoluir em trios de confiança? (9/jan)

Engraçado olhar e sentir como somos mais rápidos quando estamos em trios, como nos cuidamos mais, como estreitamos relações e praticamente fica impossível criar uma desconexão com alguém.

Aprendi a trabalhar em trios em 3 lugares distintos.

1) Nos seminarios insights, algumas conversas profundas acontecem em tríades, 2 pessoas conversam uma nos olhos das outras, e podem conflitar, e uma terceira apenas observa de um lugar neutro.

2) Nos art of hosting, o trio de confiança se estabelece para aumentar o cuidado com cada um, e deixar permear um nível profundo de escuta e qualidade de tempo de fala, escutamos 2 x e falamos 1, com tempos iguais entre elas em diversos momentos do processo imersivo.

3) Nos projetos Dragon Dreaming, quando se candidata a uma ação, 3 pessoas se candidatam, uma pessoa com muita energia e tempo, o aprendiz, uma pessoa com vontade de pratica e conhecimento, e alguém com vontade de apoio e sabedoria. Os 3 juntos são poderoso, e ensinando aprendendo e conectando algo acontece.

Experimentei essa semana na Simplify, a abertura para ter trios de apoio, como trios para executar tarefas. Já devo estar em 7 ou 8 trios, que estão colocando ações em movimento, assim como nos cuidamos entre eles, um destes trios foi o trio anfitrião da simplify, nas pessoas do Fabio Carvalho, Gus Pereira e Eu. Passamos a segunda feira 7 imersos 8 horas construindo e consolidando próximos passos para o embrião da simplify começar a ser gestado por muitos.

Este trio magnifico permitiu não só nos escutarmos, como nos cuidarmos e estabelecermos acordos de convivência que nos permitem estar com nossos filhos, e fluir na direção da evolução.

Sim, fluir e avançar, continuar avançando, sempre olhando e perguntando PARA QUÊ SIMPILFICAR?

Como reagimos frente as escolha dos outros? Julgar ou aprender?

Como reagimos frente as escolha dos outros? Julgar ou aprender?

Como lido com as crenças limitantes que me assombram?

0