Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que está por traz da não escuta?

Não da tempo…

Não tem valor…

Não vale a pena.

São pensamentos que me vem presentes, quando penso na não escuta do outro. Sinto isso também em alguns momentos quando não sou escutado. Me sinto contemplado com meus canais de escuta, nestes últimos 3 meses tenho me sentido escutado todos os dias das mais diversas formas. Mas estou num ambiente onde nos propomos a conversar, e nos outros ambientes?

A depender do lugar do espaço, cruzamos pelas pessoas na nossa frente e não trocamos uma palavra. O termo é forte mas para quem consome serviços, o servidor muitas vezes não é nem notado, quem dirá escutado. Fico com a hipótese e a pergunta, precisamos nos escutar mais?

Por traz da não escuta está o medo e a arrogância, o medo do outro, e também o convencimento de que esta tudo bem e é assim e não temos nada a fazer.

Quando alguém pede pra conversar, podemos dizer não, e muitas vezes é melhor dizer não num determinado momento em que não estaremos presente, para trocar por sims em momentos propícios em que se pode aportar energia. Mas sim as vezes nem percebemos alguém que nos chama para conversas, muitas vezes já uma epopeia para a outra pessoa fazer esse caminho, é muito difícil.

Ainda assim cada um escolhe escutar, e também escolhe pedir escuta. Entendo que não deveríamos pedir, a escuta deveria ser obrigatória e prática. Mas desaprendemos nos últimos tempos e nos afastamos um dos outros.

A quanto tempo não tomas um café com alguém?

A quanto tempo não tomas um café com alguém?

Quando foi a ultima vez que pediu para alguém te escutar? (21/mar)

0