Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que acontece quando conectamos corpo e coração?

De alguma forma nosso corpo fala, se expressa, responde, interpreta tbm e se conecta com o ambiente. Sim este texto pode soar estranho, mas quem nunca sentiu um arrepio, ou uma dor intensa inexplicável?

De alguma forma nosso corpo é instrumento, expressa quem somos. Eu no meu sobrepeso eterno, expresso um descuidado e um uso do corpo pelo mental não desfrutando do fisico. Nessa condição sinto o peso do não cuidado, a falta de energia, a dificuldade em manter o fôlego quando me empolgo com algum assunto, simples assim o corpo acaba falando e cobrando o descuidado que tenho com ele.

Mas também tem o outro lado, falo com as mãos, quando discurso acabo gesticulando e movimentando dedos e braços no expressar o que falo, se estou irritado ou contrariado, de alguma forma os músculos da minha face ficam tencionados e fica perceptível todos que não estou bem. Se estou cansado ou esgotado meu corpo também demonstra através da apatia dos meus olhos ou olheiras, assim como meu rosto mais inchado ou pesado.

Ainda em tempo, se minha energia não esta boa e não me cuido, meu corpo também transmite uma energia mais pesada, trazendo tensão pros ambientes neste estágio. Tudo é sobre comunicação corporal.

A pergunta emergiu em um dia que pratiquei a Biodança, já tinha escutado falar, mas ainda não o tia praticado. Não posso definir com um simples teste de 2 horas, mas posso contar das sensações percebidas pelo corpo, em algum nível o que rolou foram conexões autenticas com os outros participantes. Primeiro num nível de comunicação cognitiva, e depois na percepção energética de cada um. Não é possível explicar o que acontece. Da mesma forma que outras experiências em que só se pode dar contexto vivendo e experienciando.

Quando estamos conectados com nós mesmos, cientes e presentes com os movimentos do nosso corpo, nos permitimos conectar com o outro com presença de coração através da dança e do movimento do corpo. É como se energeticamente conseguíssemos empatizar com o outro de forma mais direta, seja pelo olhar ou por simples movimentos seguindo a musica. Muito provavelmente conversas significativas na sequência destas experiências nos permitam acessar outros níveis de conexão.

Sobre a pergunta, talvez seja isso que acontece, quando corpo, espirito e coração se juntam, acessamos outros níveis de comunicação e presença com nosso entorno, seja o ambiente como. o outro.

Como explicar e dar sentido ao intangível?

Como explicar e dar sentido ao intangível? (08/mar)

Como seria se os estímulos fossem baseados em amor?

0