Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como dar luz ao inconsciente que não fala? (31/mar)

Sim, o insconsciente está ai, captando informações a todo momento num nível muito mais profundo que possamos imaginar. Só sei que ele existe e ponto, sem muitas explicações, sem muitos entendimentos.

Volta e meia ele se manifesta, seja numa respostas ríspida, ou em uma sensação de já ter vivido o momento antes, um DEJAVU (acho que se escreve assim). Outras vezes temos os pressentimentos, aquela energia que nos diz algo, que comunica algo, até mesmo aquela energia que nos paralisa, que nos aprisiona.

Hoje fui constelar uma situação que me parecia não resolvida, que sentia algum pressentimento e desconforto que o consciente não explicava. Já tinha participado de outras constelações sistêmicas, mas não de forma tão forte e presente. Pude ver com meus próprios olhos o campo se manifestando através do meu inconsciente, trazendo novos detalhes e contexto, ao que antes não podia ser explicado.

Escrevo sonhos as vezes, ou melhor, transcrevo situações sonhadas conectadas ao sentido do momento. Só que algumas delas não se explicam, não podem ser compreendidas. Os que me conhecem de perto podem dizer, o Rafa pirou, digo que ainda não deixando essa possibilidade aberta e refletindo o que é pirar pra alguns, pode ser encontrar luz pra outros.

Não pirei, apenas encontrei uma forma de olhar para o que o meu inconsciente esta percebendo, uns podem chamar de alma, outros de espiritualidade, outros ainda mais pragmáticos as leituras feitas pelo meu corpo que não podem ser explicadas. Ainda assim simplificando pra mim, fica encontrar formas de comunicar e me comunicar com meu inconsciente.

Não cabe a descrição da materialidade do que emergiu na constelação, os que estavam presentes estavam, aconteceu o que tinha que acontecer e qualquer coisa dita fora de contexto pode ser mal interpretada. Mas aconteceu, vivi, vi com meus próprios olhos o desenrolar de um nó que estava me bloqueando, um encaixe de situações que agora fazem mais sentido, e me dão mais contexto pra escolher.

Me alonguei, e trago presente a luz, talvez esta seja só uma das formas de outras tantas, não fico preso a como(s), apenas reflito aos que encontrei pra mim, compartilhando a experiencia, refletindo se faz sentido e nesse caso também faz sentir. Me aliviei, soltei, deixei um peso pra traz, fiquei mais leve, tranquilo, bem comigo ao dar visibilidade pro que o meu inconsciente queria dizer.

Como posso entregar mais valor para as organizações?

Como posso entregar mais valor para as organizações?

Qual a importância do contexto no que comunicas?