Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Para que nos multiplicamos em tantos? (09/abr)

Passei muito tempo me dividindo, entre atividades, entre responsabilidades, entre desejos, entre atenções.

Ainda sigo me dividindo o dia todo, me multiplicando em projetos, ações e cuidados que acabo abrindo. A ilusão do multitarefa acaba criando confusão, estamos em varias frentes e não estamos em nenhuma. Por um tempo eu dividia o meu tempo, mascava as horas, pra estar num projeto, hora em outro, dividia o tempo pra cuidar de mim, e o tempo pra cuidar do outro. De alguma forma nessas divisões, por muitas vezes me perdi, não cuidando nem de A e nem de B.

Certa vez, troquei uma ideia com um mestre, minutos depois de atritarmos, ele me convidou pra um zoom, e abriu a conversa me perguntando o que estava acontecendo, reagi com um simples, NÃO ESTOU DANDO CONTA, e ele DE QUÊ?

Divido meu tempo e não consigo me manter eficiente o tempo todo, o contraponto foi simples, do tipo, Para quê divides o tempo se tu é só um? Só existe o Rafa? Não existem múltiplos Rafas, criar múltiplos Rafas é um trabalho que gera gestão, preocupação e afazeres que complicam ainda mais. Seja só você.

Pareceu simples, mas por obvio não ficou nada fácil. Me multiplico ou me divido pra me adaptar a todos os contextos possíveis, por muitas vezes a depender, mascaras apareceram, não por mal, mas por necessidade de sobrevivência. Agir no meu natural, pra alguns assusta, e assim vivo no presente cuidando de como hajo, na minha multiplicidade.

Funcionou? Não. Se a busca é por simplicidade, por que nos multiplicarmos em tantos.

Só existe eu, o meu tempo, o agora, e o que amo fazer e faço bem, e é tudo junto ao mesmo tempo . É sobre ser eu mesmo, projetando o meu melhor dentro do meu parâmetro de melhor, sem múltiplos, único em minha unicidade no que sou agora, múltiplos de tudo que veio antes.

Como projetar o melhor de mim no mundo?

Como projetar o melhor de mim no mundo?

O que acontece quando uma ação resolve necessidade de várias frentes?

0