Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como reagir a um feedback duro mas sincero?

Passo 1, respire.

Passo 2, inspire.

Feedbacks são importantes, e precisam ser entregues e recebidos. Só que, existe UMA ARTE em dar e receber retornos. Pessoalmente adoraria fazer de uma forma melhor, mais amorosa, mas firme, e isso é de uma sutileza ainda grande que pode ser interpretada de diversas formas.

Algo que aprendi, e isso no fórceps errando bastante. É que WhatsApp não é canal de comunicação para feedbacks. É um chat cada vez mais transbordante que nos toma atenção, do que um canal de comunicação cuidadoso.

Para um feedback é necessário olhar olho no olho, conversar. Recentemente eu dei um feedback por mensagem em horário inapropriado, me veio a imagem na cabeça, as reflexões e as vomitei em mensagens por WhatsApp. O resultado não foi bom, mesmo que depois tenham existido duas conversas para remediar. E passei uma semana me perguntando, POR QUE RAIOS NÃO FUI DIRETO PRA CONVERSA.

O universo esta equilibrado, e na semana seguinte eu recebi um feedback DURO POR WHATSAPP, o que estava escrito estava baseado em fatos, obvio que na percepção de quem emitiu, que naturalmente era diferente da minha, mas era de fácil entendimento os fatos geradores do feedback, e foram importantes pra mim.

Respirei, me senti mal, em certo ponto agredido, esse foi o primeiro despertar, tipo, ESTA DURO DEMAIS, mas no mesmo instante veio a lembrança do que eu tinha feito uma semana antes. Inspirei e respirei de novo, em certo ponto me defendi (acessei o lado do cérebro voltado a sobrevivência) expondo minhas perspectivas, concordando com o outro lado, mas expondo que existiam mais pontos de vista somando os dois. Também de forma dura (e erradamente mais uma vez por WhatsApp), mas agradecendo o feedback, afinal não é todo mundo que tem a liberdade e a coragem de emitir feedbacks duros e verdades aos outros. Isso é necessário, só precisamos aprender juntos uma forma.

O que fiz depois disso? REFLETIR.

Reflexionar quais aprendizados eu podia tirar da situação, inclusive me fez bloquear por 10 dias, essa pergunta é do dia 23 de abril, dia em que recebi o feedback, e escrevo hoje dia 24 de maio no contexto do dia 23, mas já tendo respirado e inspirado bastante, refletindo os PARA QUÊS do feedback, e os COMOS do evoluir a partir disso.

Quem bom se todo mundo tivesse uma rede que te entende, que tem abertura pra te dizer verdades, que percebe que como humanos estamos errando todos os minutos o tempo todo, a partir de diferentes perspectivas. O problema é quando achamos que estamos acertando o tempo todo, nossa (MINHA) arrogância nos engole, e nos torna venenosos, bélicos, firmes demais, quando a escolha mais amorosa é sermos leves conosco e com os outros.

Para enxergar é necessário refletir, inspirar e expirar e se manter presente aprendendo na humildade do não saber e do se permitir errar.

O que te paraliza?

O que te paraliza? (14/abr)

Como manter meus olhos brilhando para dar o meu melhor? (12/abr)