Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Por que não começo nada na segunda feira?

Por que meu inconsciente interpreta como mentira, já falei tantas vezes que ia começar algo na segunda, fiz promessas pra mim mesmo e sempre as quebrei, que meu inconsciente já sabe de cor. “Toda vez que o Rafa prometer algo pra segunda pra ele mesmo, vamos boicotar em escala pra que não aconteça, ele não vai cumprir mesmo.”

E assim, aos poucos desisti de começar as coisas na segunda feira. Neste exato momento coloco em dia um hábito que a meses não tenho conseguido manter, escrever em tempo presente no dia, passei a ultima semana colocando em dia os textos diários, por que atrasei, descumpri um acordo interno comigo mesmo.

Contrario a lógica reiniciando um hábito, dando play em algo que ficou pausado. Retomar um hábito, um dia depois dos outro pode parecer mais fácil, ao invés de prometer que vou fazer todos os dias, prometo agora que amanhã vou escrever um novo texto, pode ser que amanhã eu consiga prometer outra vez, pode ser que não e está tudo bem. Escolho ir pelo caminho mais simples, um passo por vez.

Como amanhã não é segunda, prometo fazer 30 minutos de exercício em algum momento do dia. Pode ser que amanhã eu prometa algo pra quarta, ou sinta que possa escolher fazer de outra forma. Sinto que ao invés de iniciar coisas na segunda feira, posso perder a referencia de calendário, e ficar no HOJE PROMETO PARA AMANHÃ, e só isso, não sei o que vem depois.

Qual a dificuldade de vivermos um dia por vez?

Qual a dificuldade de vivermos um dia por vez?

O que fazer quando a preguiça toma conta? (12/mai)