Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Qual a dificuldade de vivermos um dia por vez?

O simples é sempre tão dificil.

Fico me perguntando se toda a simplicidade esta amarrada a dificuldade. Ou se nós dificultamos tudo que é simples por outros motivos.

Parece meio lógico, só tenho o hoje, o agora, este momento que digito a letra U de um dia por vez. Posso ainda reduzir este estado de presença a milésimos antes quando meu cérebro pensou em escrever e movimentei meu dedo.

Este é o presente, o agora, misturado com tudo acontecendo ao mesmo tempo, a musica tocando, o transito passando na rua, pássaros na janela e tudo em movimento ao meu redor, o ar, o som, tudo. Se olho pro agora, o que está no meu entorno posso focar em complexidades infinitas que me distraem, os lapiz encima da mesa, o violão que fica aqui do lado, o copo vazio, as canetas bagunçadas e o postit aberto convidando a escrever. Tudo estático mas pronto pra me distrair.

Existe ainda uma porta, o navegador pode me levar a qualquer lugar, ideia ou distração em segundos, e também pode me tirar do foco do que escolher neste momento presente.

Parece que acabei de dificultar as coisas, essa dificuldade de distrações também nos faz poderosos quando conseguimos focar, focar neste dia, no que quero pra este dia me traz prazeres de vencedor, é como correr uma corrida de obstáculos, queremos coisas simples no dia, e parece que existem zilhões de obstáculos focados em nos distrair.

Fica difícil viver um dia por vez, estou olhando a agenda da semana que vem pra ver onde e o que vou aprender, o que vou acessar, nesse buscar no futuro deixo de viver o dia de hoje.

Da mesma forma venho me cobrando o por que não ter feito exercícios, os motivos de estar cansado e com preguiça, uma palavra dita fora de contexto ontem, e alguns vícios que me acompanham a muitos anos, tudo no passado me fazendo refletir pra poder escolher o que vou fazer a partir daqui.

Não sei se consegui explicitar a dificuldade, mas pra mim não é fácil. É sobre estar atento a todo instante, o tempo todo, presente em mim, apreciando o segundo, escolhendo o que apreciar, o que focar. E que bom que veio a palavra apreciar, por que é mais fácil reclamar a todo instante a todo segundo de tudo e de todos, apreciar ainda é um passo além.

Fico com a máxima de o quanto somos fortes em desviarmos de tantas distrações, para viver um dia de cada vez, mesmo que a agenda nos convide a viver todos ao mesmo tempo, só temos o hoje.

Como reagir quando o teu inconsciente te convida a olhar mais além?

Como reagir quando o teu inconsciente te convida a olhar mais além?

Por que não começo nada na segunda feira?

0