Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Como sentir o futuro sem se prender ao passado? (23/abr)

Olhar para o futuro sentindo-o, percebendo o que vem.

O passado me consome ainda, a lista de tarefas pendentes nunca termina, vou zerando backlogs o tempo todo, registrando avanços, mas num sentir que o futuro não chega, uma paralisia baseada em medo de não se deixar sentir o futuro, perdendo instantes preciosos da viajem do presente.

Me enrolei, talvez, sigo escrevendo colocando o tempo dos textos em dia, sim são dividas comigo mesmo provocadas por uma paralisia e travamento de mim mesmo por 3 semanas, não é fácil retomar, ganhar ritmo, o passado ainda me prende em partes, posso olhar pra ele com apreciação do que me apoia em evoluir, ou ficar preso nos erros e má escolhas. Paro penso, e me corrijo, não existem más ou boas escolhas, existem ESCOLHAS, o bom e mau vem do julgamento da perspectiva de cada um que a vê.

Quero estar presente, sentindo o futuro que se aproxima e vira presente a cada segundo, o tempo corre, nesta terça 23, sinto a pressão de um dia em que se aproxima a chegada de alguém importante, e não dei conta das expectativas, essa prisão, de me sentir incompetente me adoece, se repete o sentimento já sentido em outra hora e me aprisiona. Me movo feito um louco em mim mesmo pra continuar colocando ações na prática. Foi dia de falar do ponto cego, dia de revisitar, revisar, e talvez alinhar, mas sinto o tempo me engolir.

Olho para os próximos dias, para o futuro com receio de que as coisas não deem certo, estes pensamentos negativos me consomem, como trasmuta-los, como acreditar? Colocar intenção positiva. Inverter a chave que diz que as coisas vão dar errado, para confiar que tudo vai se ajustar.

Fico dando voltar a pergunta, me soltando do passado pelo olhar apreciativo do que aconteceu, e sentindo o futuro depositando intenções de que tudo vai conspirar a favor e transformações e revoluções vão ocorrer em mim no aprendizado desta caminhada em terreno mais duro.

É sobre confiar, e fazer os movimentos na direção da confiança…

Quanto enxergar o caminho nos permite avançar?

Quanto enxergar o caminho nos permite avançar? (24/abr)

Quando o tempo para no retorno a vida cotidiana? (22/abr)