Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Ao invés de perguntar o que não se esta comunicando, por que não perguntar o que se está comunicando?

Vibro na falta, na crítica, é frequente essa cobrança a respeito do que não estou fazendo, e por certo do que não estou comunicando.

Parei pra me perguntar hoje o que estou comunicando com minhas ações e comportamentos?

De algum lugar comunico minha escassez, tanto material como emocional.

Comunico também meu apoio, minha abertura e minha disponibilidade.

Comunico ainda o amor pelos meus filhos, pela minha família.

Talvez comunicar somente isso bastasse, mas comunico ainda outros aspectos, como desconfortos, descrenças e tantas outras observações a respeito do que venho experimentando.

De algum lugar comunico negatividade e pessimismo, dureza e franqueza.

Comunico o que sinto frequentemente sem mascaras, a verdade nua e crua, mesmo que dura e violenta as vezes, simplesmente deixo transparecer.

Olho agora para o que escrevi e vejo que comunico algo que ninguém quer comprar, em um mercado onde se contrata pelas aparências e pelo que se comunica, erro ao não comunicar o que faço e o que pretendo, e erro ao comunicar inconscientemente a transparência das minhas dores. Sou hipócrita ao ponto de pensar sobre um mundo melhor e agir negativamente reclamando, ao mesmo tempo reagindo ao invés de propor mudanças.

Tudo isso engloba o que comunico. Ao olhar para o que comunico ao invés do que não comunico, percebo que mesmo o silêncio de poucas publicações, mesmo os contatos mais restritos, mesmo uma retirada da presença mais forte, o sumir também comunica. O se afastar também comunica. É incrível como o não comunicar também é uma forma de comunicação, pois deixa aberto o que se possa pensar e o que se possa entender.

Hoje tirei o dia para catalogar todos os projetos que me envolvi recentemente, tanto os pequenos quanto os grandes, e vi que nada foi comunicado, nada não, melhor descrever que pouco foi comunicado. Se alguém me pergunta o que faço, quais minhas principais habilidades, engasgo pois não consigo comunica-las de forma clara, acredito infelizmente que minhas ações comunicam por si só, e isso não é verdade visto o que escrevi poucas palavras acima.

Perceber claramente o que se esta comunicando, pode fazer com que comuniquemos outras coisas e iniciemos outros processos distintos de comunicação, talvez mais simples, mas também mais eficazes.

Comunicar para quem?

Comunicar para quem?

Qual a escolha de ser pai?

0