Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

O que fazer com a espera? (14/set)

Tenho sentido que preciso esperar, mas o esperar tem me cansado. Estou esperando que algo aconteça, que algo mude, que alguém me ligue, que algo emerja. E sigo esperando. Confio na espera de que as sementes já foram lançadas, e que o regar lento vai dar tempo no fruto certo. Mas como esperar?

A espera angustia, causa ansiedade, me torna dependente, e me exime da responsabilidade. Esperar está sendo doloroso, preciso agir. Mas o que fazer?

Sinto que inconscientemente desenhei o cenário de que esperar é ruim, é fraco, é pouco, na minha mente se apresenta o olhar de que quem espera não alcança. 

Será que isso é uma verdade? Não posso negar a paralisia gerada em mim por esperar. O texto é do dia 14, espero uma conversa possível com um engenheiro amigo sobre uma posição de trabalho, mas mesmo escrevendo hoje dia 28 quase 15 dias depois e ainda esperando, me pego pensando no que fiz com a espera nesse tempo. Como me comportei neste esperar?

Será que minha resposta hoje no dia 28 seria a mesma do dia 14 se não tivesse esperado? Será que a espera neste sentido foi positiva por me dar mais contexto e tranquilidade para agir? E ainda assim, será que não vou ter que esperar mais tempo?

Faço essas reflexões, por que essa posição de trabalho que emergiu, é buscada por mim desde maio de 2013 quando comuniquei que queria, mas possivelmente a desejo ou intenciono desde muito antes, meados de 2011. São 8 anos de espera, eu nem mesmo acreditava que isso aconteceria, tendo insistido em 2015 depois em 2016 e agora em 2019.

Esperei sem esperar, opa, como assim? Foi uma espera, mas nesse tempo não fiquei olhando pra ela, simplesmente deixei a intenção no campo e foquei em outras coisas, por isso parece que não esperei tanto. Embora agora nestes últimos 14 dias meu foco ficou todo na espera e nas possibilidades do que pode acontecer, ou seja, os últimos 14 dias foram muito piores do que os 8 anos, sendo que ambos são tempos de espera?

Não consigo definir o que fazer com a espera além de ressignifica-la no tempo, realinhar, rever o que realmente é espera, ou sementes plantadas sem expectativas mas que podem florescer algum dia.

Quais os níveis de expectativas de uma espera?

Quais os níveis de expectativas de uma espera? (15/set)

Quais ferramentas podem me auxiliar a iniciar as mudanças? (13/set)

0