Viver em colaboração amando-me.

Sou um homem forte, confiante, comprometido e livre. Vivendo o presente, compartilhando amor, sabedoria e alegria.

Apaixonado por colaboração, acredito que a abundância de recursos está diretamente associada a conexão das pessoas com propósito comum.

Quanto custa o tempo de um e o tempo de muitos? (8/set)

Escrevi a pergunta depois do dia já transcorrido, mas neste domingo foi interessante como me senti sobre o custo do tempo.

Passei os 3 últimos dias em família, em casa, eu minha esposa eo Benjamin, dias cinzas, chuvosos e vésperas de eu ficar uma semana fora de casa a trabalho, no nordeste. Dormimos bastante, descansamos bastante, sonhamos bastante.

Marquei a viajem para o Domingo, sem me dar conta que tenho nostalgia negativa de viajens neste horário, sempre que voltava ao trabalho para mais 15 dias ou 1 mês longe de casa, as viajens costumavam a ser no final do dia de domingo. Então as sensações não forma lá tão boas.

Ainda assim, fazia tempo que não voava, ainda mais com conexões. Para minha nada surpresa, o primeiro voo estava atrasado. Como cheguei com tempo, minha preocupação me fez fazer o movimento de tentar ir num voo antes, na intenção de não passar pela correria de conexão apertada.

Eis que o voo atrasou um pouco mais, e 10 minutos antes de decolar o segundo voo eu ainda estava no primeiro avião. Acompanhando no site o recado de ultima chamada do portão. Juro que já estava visualizando uma noite em hotel numa cidade que não era objetivo, um dia de trabalho perdido, e uma série de pensamentos preocupantes, na situação, do tipo aceitando que tinha perdido o voo.

Eis que o coletivo surge, percebi antes do voo uma turma duns trinta e poucos jovens, de algum evento, ou turma que andavam juntos, casuavelmente dois deles sentaram do meu lado, levantem correndo quando o avião parou, e vi que eles também. Naquele nervosismo de preocupação tradicional, já que nun Domingo de noite quem estaria fazendo uma conexão tão apertada como eu, se fosse só eu já era, o avião ia sair mesmo. Eis que pergunto, pra onde vocês estão indo, e eles pra Natal. Sabe aquele alivio quando sentimos que não estamos sozinhos...

Não por que achei mais dois perdidos pra correr juntos, mas mais por que nenhuma companhia aérea deixaria um voo sair com 40 passageiros a menos, e escolheria gastar em hotel pra todo mundo. Foram 2 segundos de relaxamento, e um pensamento muito importante de que juntos somos mais fortes. 40 são mais custosos de tempo do que apenas 1, e ai me pergunto...

Quantas vezes lutamos sozinhos por algo que podia ser em coletivo e com maior força?

Quantas vezes lutamos sozinhos por algo que podia ser em coletivo e com maior força?

E se dormir demais não fosse dormir demais? (7/set)

0