• Rafael Urquhart

Como é assumir compromissos comigo mesmo?

É difícil, mas necessário como um hábito…

Afirmo que sou comprometido e essa afirmação é com relação a mim mesmo. É um QUERER ser comprometido comigo mesmo. Mas, não é fácil, falho seguido com meus pequenos compromissos diários, falho continuamente com o cuidar de minha saúde.

Me puno menos nestas falhas, as vezes para não falhar deixo de assumir tais compromissos, principalmente com relação ao autocuidado. Volto a pergunta do como, e percebo agora, o quanto não cumpri-los me é prejudicial. Talvez seja com muitas pessoas assim, com você também, mas meu único nível de comparação é comigo mesmo, transito na pergunta me perguntando como me sinto quando honro os compromissos comigo mesmo?

É um sentimento de completude, de integridade, de verdade. Assumir compromissos e cumpri-los me enche o peito, quando faço com ralação aos outros parece mais fácil dos compromissos que assumo comigo. A disciplina talvez seja a ferramenta das ferramentas destes compromissos. A abertura e aceitação também o é, pois neste momento me aceito como imperfeito e descuidado de mim, estou presente e atendo para quais compromissos estou falhando e renegociando comigo mesmo a forma e o como são ajustados estes compromissos.

Ser flexível, me permite assumir mais compromissos, estar presente em mim me permite escolher estar comprometido, ao escrever, ao acordar no horário, a cuidar um pouco mais de mim.

De onde vem minha energia vital?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo