• Rafael Urquhart

Como calibrar a intenção?

Calibrar, ajustar, afinar, aprimorar, alinhar e por fim comunicar claramente a si mesmo.

Volta e meio caio em armadilhas por não estar atendo a intenção principal, caio na divagação dos desejos, medos e impulsos e nesse tropeçar esqueço de respirar e voltar a focar na intenção.

A intenção não é sobre ganhar dinheiro, acumular e ter, é sobre servir, entregar e construir.

Essa ultima linha fora de contexto por si só ja abriria inúmeras conversas.

No mecânico muitas vezes caio na necessidade de pagar as contas e a intenção fica em segundo plano erroneamente. Talvez perceber essa falha seja por si só uma calibração, um reorganizar, um voltar a si pra fortalecer aquilo que é mais importante, para que estou fazendo o que estou fazendo?

Para quê?

…só pensar já é uma calibração, independente de quantos para que venham a seguir…

Para quê?

Não resisti em colocar um contexto..

em 1 de julho de 2019 assim escrevi…

“Desejo muito poder trazer essa visão para … como um todo, para manter-la saudável, existindo e prospera pro futuro. Necessito muito me reconectar com esse lugar de potência em mim que sei que posso entregar para …”

Desse desejo iniciaram conversas que me colocaram aonde estou hoje. No momento da decisão/escolha mantive o foco nessa intenção, aceitando um contexto de valorização inferior, balizando em uma série de mudanças duras além de abrir mão de outros sonhos. Em todo o contexto me mantive focado no que eu poderia entregar me reconectando a potência da minha intenção.

Semana passada me desconectei dessa intenção, algumas expectativas frustradas em sequência aliadas a uma baixa potência fizeram com que a intenção ficasse desalinhada, desequilibrada ou simplesmente descalibrada. Não que a intenção tenha se alterado, o que é possível, mas sim de que com mais contexto ela precisa de novos ajustes, novos pesares e novas escolhas. Será que a intenção ainda é forte? Para que continuar?

Internamente sinto que sim, que é importante avançar, afinal é um projeto onde já investi 10 anos, entre idas e vindas, experimentos, estudos, preparos, tem muito investimento de tempo dedicado. Mas Rafa, já começastes a se explicar e buscar causa, em parte sim. E isso fortalece a intenção de que nesse lugar tenho potência para entregar algo extremamente próspero e está tudo bem.

Sempre fica tudo bem, desde que a intenção esteja clara, calibrada e visível.

Como transparecer uma intenção genuína?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f