• Rafael Urquhart

Como criar meios para a regeneração?

Regeneração?

Palavra da moda, necessária a vida. Pelo dicionário, um substantivo feminino ligado a recuperação moral ou espiritual, revivificação (dar a vida novamente) ou ainda refortalecimento.

No meu instinto a necessidade de regeneração surge após perceber a devastação, degradação ou doença.

Não me parece só uma recuperação que pode voltar a cair, mas sim um movimento sustentável, líquido, puro, com muita estrutura de base, que referencia a vida e sua força.

Meios?

Caminhos, ferramentas, condições, conhecimento, cultura, estudo e prática.

Meio pra mim tem a importância do olhar do “através d@”. Por sinal muito imprescindível e importante perceber esse meio. É o foco do recurso necessário, da estruturação base para que algo aconteça sem possibilidade de retorno. É como eu ter condições estruturantes que me permitam iniciar algo e concluir, sem chance de desistir ou paralisar por faltar algo, seja tempo, conhecimento, matéria ou forma.

Parece que quero definir, ao categorizar a pergunta, mas é necessário, para refletir, trazer a sua perspectiva individual onde cada palavra te toca e inspira. Em mim elas me chamam nos pontos elevados nos últimos parágrafos, talvez na minha inconsciência, “meios para regenerar” toque ainda mais fundo buscando metáforas e histórias da minha experiencia pessoal. Regenerar pode ser grande, enorme, ou pode ser também a soma infinita (integral matemática) de muitos movimentos regenerativos menores. Inspirar, sentir, pensar e fazer estes movimentos, pode começar por plantar uma pequena flor, uma pequena arvore frutífera, um reciclar algo reduzindo degradação ou em mim um processo de cuidado pessoal com meu estado físico, emocional e espiritual nutrido pelo apoio de outros.

Acredito que inspiração, apoio e cuidado são fatores primordiais para que iniciemos pequenos movimentos regenerativos, quando percebemos e sentimos que É POSSÍVEL, algo se manifesta em nosso inconsciente, com o despertar do “EU TAMBÉM POSSO”, talvez eu possa reduzir a um movimento simples e fisicamente assim o é, romper a inércia de algo paralisado por si só já é muito difícil. Mas ter que frear e reduzir um movimento padrão existente, fazendo força para coloca-lo em sentido contrário é ainda mais duro, pesado e muitas vezes frustrante por parecer ser mais um freio e não uma verdadeira alavanca.

Rengenerar é muito mais que recuperar, é cura através de muitos meios. É ALAVANCA de novo movimento.

Sinto nascer um novo movimento em mim, uma nova força, uma nova capacidade de entrega, para criar esses meios, nesse momento ainda parece muita pretenção, mas EU DO MEU PEQUENO LUGAR, ACREDITO QUE POSSO, e assim vou em frente, o Cocoon já reverbera em mim e me encanta há quase um ano, como um namoro inicial, que agora fica mais sério.

Escolhi me comprometer e investir trabalho e risco junto à querida Darlene Coelho nesse movimento regenerativo ímpar. No último domingo o Cocoon se materializou no campo em forma de convite, um lindo convite por sinal, escrito em modo revista repleto de delicadeza, arte, beleza, intenção e inspiração. Como todo convite deve ser.

Convite COCOON – Centro de Regeneração e Prototipagem

Entre e fique a vontade.

Esse é o primeiro grande pequeno passo de um novo respirar.


Como percebemos um protótipo regenerativo?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f