• Rafael Urquhart

Como lidamos com a incoerência?

Vivemos em um mundo de incoerências, de inconsistências…

Eu me puno e me culpo com minhas próprias incoerências, sim elas acontecem no automático do dia a dia, sem percebermos, somos humanos e quantas vezes falamos algo e agimos em contrario, talvez paradigmas a serem resolvidos.

Por quê toco em incoerência, por que quando é sobre os outros ela incomoda, é como se ferisse nossa expectativa, ver alguém ser incoerente incomoda, causa desconforto, agora vejamos uma situação de extremo.

Estamos vivendo uma crise, ou um momento desconfortável, com falta de acesso a combustíveis, principalmente a gasolina. Pois bem, estava em Cordoba na argentina e preocupado com o que estava acontecendo no Brasil, retornei a Porto Alegre, com o pensamento da possibilidade de não ter taxis, ou ubera no aeroporto.

Ao chegar uma surpresa desconfortável e um pouco cômica, muitos taxis por serem abastecidos a GNV, em uma normalidade de acesso a serviço, mas o surpreendente o contraditório foi o ABSURDO DE:

“Ver uma carreata de protesto a não redução do preço da Gasolina”

Como? Sim, seres humano protestando pelo preço da gasolina, e jogando-a fora, desperdiçando em ritmo lento de deslocamento trancando o transito no aeroporto, provocando mais desperdícios de combustível.

Ok em um momento natural talvez não tivesse percebido a incoerência, mas por favor, temos pouco combustível, em escassez ou dificuldade de acesso e o queimam dessa forma. É como botar fogo em dinheiro na frente da miséria.

Triste, mas ao mesmo tempo interessante, pois são reflexos da sociedade doente que vivemos, somos vitimas do sistema, mas assassinos das nossas próprias decisões…

Como mudar? Como distribuir percepção no mundo? …CONVERSANDO

Em que lugares estamos conversando com profundidade?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo