top of page
  • Foto do escritorRafael Urquhart

E se o silêncio fosse tão poderoso quando o ruído?

E se não fosse sobre poder mas impacto?


O silêncio pode ter um impacto gigante, para o bem, ou para o mal.


O silêncio como resposta, como não resposta, como atitude, como ambiente...


Existe silêncio o tempo todo, na voz que não fala, na duvida que não é elevada, naquilo que não foi ouvido ou dada a devida relevância. Paro por alguns segundos e percebo mais silêncio no meu entorno que barulho. Basta sair pra caminhar na multidão, muitas vozes que que calam em silêncio.


Estou esperando uma conversa e posso eu mesmo propor. Mas como sinal de cuidado espero a oferta que não vem. Talvez pelo meu reflexo de raiva misturado com decepção limita o espaço para essa voz, calo meu entorno com minha brabeza e indignação a todo instante, não seria diferente num ambiente de confiança com bastante ausência de ruído.


Aquilo que parece que vai bem, nem sempre assim o é.


De fato o silêncio ocluso, abafado pode ser de fato tão impactante quanto o grito. Falar mais alto não arde mais do que silenciar mais baixo. É percepção, é impacto que se sente.


Estou de fato impactado pelo silêncio, sem espaço, prezo, com a garganta engasgada. E pior. quando ele acontece na presença, os olhos falam, o corpo sente e abraça. Quando é a distância simplesmente ele se esvai e se torna ensurdecedor.


Medo e silêncio, qual a relação?




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page