• Rafael Urquhart

E se tivéssemos um lugar acolhedor, para que as pessoas experimentassem o novo?

E se…

…fosse caórdico

…fosse nutrido de confiança

…permitisse a inclusão

…incentivasse a interação

…fosse simples e cuidadoso

…fosse preenchido com um grupo de pessoas interessantes

…a abundancia de conhecimento invadisse a rua

Esse lugar existe no sonho de mais de 15 pessoas neste momento. Existe fisicamente, ainda não esta acessível mas o estará em breve.

O e se, se vai, fica no passado e no momento presente tudo isso se torna realidade, aproximar jovens de experientes, aproximar oferta de demanda de conhecimento, conectar comunidades que fazem sentido podem nutrir autorresponsabilidade nesse mundo VUCA.

Ainda é cedo, e pessoalmente um a um, o sonho esta se ampliando, se expandindo, criando corpo, criando cuidado, se apropriando de recursos e sentido. Se faz sentir faz sentido.

Hoje relembrei o tempo que levei alguns amigos na casa liberdade, e na época o quão estranho era pra eles, tenho uma certeza de que nesse novo espaço, todos meus amigos que ainda não acessaram esse novo se sentiram curiosos a dar o primeiro passo de tomar um café por lá.

E quanto muda, e quão novo é o mundo depois de um café com pessoas interessantes.

Como navegar na incerteza e dançar as gargalhadas com o conflito?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo