• Rafael Urquhart

O que não comuniquei hoje?

Não falei que tava cansado pra mim mesmo.

Agradeci muito pouco.

Nao registrei pra mim mesmo os pequenos avanços.

Apenas 3 coisas? Certamente muitas mais se eu pergunta a todos que estive em contato sobre algo que não comuniquei. Interessante refletir primeiramente com o que não comunico a mim mesmo para depois pensar no que não comuniquei aos demais.

Acredito que não sou o único que falo sozinho com meus pensamentos e que não comunico a mim mesmo o mais importante no agora, deixando passar aquilo que é mais relevante internamente.

Aos poucos a pergunta vai me acalmando percebendo que existe um universo não comunicado por mim todos os dias, posso olhar pro próximo, para o olho no olho e o campo parece mais reduzido, se amplio para a distração diária das redes sociais esse horizonte não comunicado fica inoportuno e incomoda. Preciso comunicar? É necessário? Ou supérfluo? O quanto é bom pra mim que eu comunique? O que é importante comunicar? Para que?

Deixo aberto por que o “hoje” acompanhando da pergunta em negação, além da sensação de falta está olhando para o passado para o hoje não do agora. Para as horas de hoje que já passaram, e não para aquilo que ainda não fiz o futuro, tirando o foco daquilo que estou comunicando nestas linhas reduzidas a palavras no agora.

Escrevendo comunico, a minha responsabilidade vai até aí. Se ninguém está lendo, está tudo bem, em algum momento pode ser lido, se você leu, só você, uma única pessoa, a comunicação já se deu em si.

O que ainda quero comunicar hoje?


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f