• Rafael Urquhart

Qual a importância de se dar foco?

Acho que já refleti bastante sobre foco, afinal esse tema vai e vem da pauta e não deixa de ser assunto em todos os dias, em todos os momentos que me percebo parado ou sem foco.

Incrível como quando percebemos a falta de algo passamos a pensar naquilo.

Reflito um pouco mais fundo, sobre a real importância. Se estou agora refletindo sobre isso é por que estou sem foco, como uma dicotomia ou paradoxo, com foco ou sem foco. Tenho percebido que não existe meio termo, ou se tem ou não se tem. Ou se está ou não se está.

Quando estou focado não preciso pensar sobre foco, as coisas vão sendo feitas uma atras da outra, com atenção e dedicação do melhor que tenho disponível para o momento.

Quando me planejo para o foco, deixo o café perto, as telas prontas, o material necessário facilmente acessível, parece que algum imprevisto surge e todo o planejamento para o foco se vai. Uma distração, um acontecimento específico muda todo o contexto.

Engraçado que só agora na sexta linha, percebo que é sobre “DAR” foco e não “TER” foco. Me veem em mente logo aqueles jogos de combate ou de jornada, em que temos uma barrinha de vida, começamos com a barrinha cheia e ao longo da jornada ou combate vamos perdendo energia, gastando nossas fichas de foco, as vezes encontramos alguns presentes ou tesouros que reforçam nossa barrinha, dando mais foco, mas no fundo no fundo, temos algumas horas focadas por dia, e escolhemos em quê, quando e como DAR esse foco.

Podia refletir sobre as inúmeras técnicas, habilidades, jeitos e percepções do melhor foco, mas seria o meu jeito que não funciona para o seu jeito. Talvez juntos tenhamos uma forma que funciona somente pra nós, eu e você, mas ainda assim pode ser que não funcione para outros times. O que importa de verdade é termos claro como cada um ESCOLHE DAR O SEU FOCO. Saber de antemão algumas premissas e clarear inclusive as nossas ajuda a termos a barrinha cheia pelo tempo necessário e com força no que é fundamental.

A ok, talvez eu não tenha deixado claro a importância de dar foco.

E é exatamente assim, a profundidade não está no como dar essa importância, e sim somente perceber que quando falamos sobre foco, falamos sobre escolha, sobre escolher onde dar quantidade de foco diferentemente do que a nossa mente tenta nos forçar. Não é sobre ter é sobre ser. Seja foco, doe foco, escolha focar eliminando os tempos que antecedem este pensamento.

Para quê respirar?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f