top of page
  • Foto do escritorRafael Urquhart

Qual a importância do respeito aos acordos em nossas vidas? (29/jan)

Acordos podem ser confundidos com regras, mas não são.

Acordo pra mim é quando combino algo com alguém, seja uma forma, uma reunião, um contrato de trabalho, um contrato de atividade, uma conversa mais direta e também nossas relações familiares em casa.

Acordar algo, envolve clarear expectativas, explanar necessidades, se vulnerabilizar no que é preciso para que a relação que vai existir a partir daquele momento seja positiva para ambos os lados.

Existem acordos comigo próprio, são acordos que me permito admitir e que regram a convivência comigo mesmo, reduzindo culpa, arrependimento ou frustração, e são tão ou mais importantes que os acordos que faço com outros.

Talvez, o respeitar os acordos comigo primeiro para poder fluir nos acordos com os demais, me permita estar presente e escolhendo, não sei se é a melhor ou pior forma, mas é uma forma. As vezes em função de acordos para atender outros, ferimos valores próprios nossos, que interferem diretamente no nosso estado de animo e energia.

Quando alguém não respeita um acordo feito conosco, a frustração e sentimentos ruins também emergem, e me pergunto o que fazemos com isso, na sociedade existem regras, que se quebradas pagamos com punições. Mas se acordos não são regras, o que fazer quando acordos são quebrados, principalmente os de convivência, e aqui me pergunto, será que todos os acordos não são acordos de convivência?

O que fica é que a convivência e confiança se abalam quando acordos não são respeitados, é como se o ego do meu se sobrepusesse ao interesse coletivo, e o meu querer ultrapassasse a pergunta…

Para que simplificar o respeito aos acordos que temos agora?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

...e se tudo fosse sobre aprender?

Uma premissa básica talvez? Uma constatação quem sabe? Triste ou feliz, tenso ou relaxado, rico ou pobre, bem ou mal, sei la quantos outros paradoxos extremados binários em que por padrão comum carreg

E de fato o que é sonhar?

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page