• Rafael Urquhart

Qual o desejo possível para hoje? (8/dez)

O tempo só existe hoje…por mais que eu programe, me planeje ajuste a agenda, o tempo mesmo só existe agora. Crio frequentemente ilusões e idealizações em alto nível de complexidade na minha cabeça sobre o futuro, e as vezes, ou na maioria delas, me frustro.

Tenho vivido o tempo do agora, mandando mensagens quando sinto que preciso mandar, marcando cafés quando acho que preciso conversar, e tentando me locomover o mínimo possível entre esse encontros e interações com o sistema. Viajei? Não.

Vim para Porto Alegre, por que as interações virtuais já não me satisfaziam, por que as vezes surgia um encontro e batia em mim a vontade de estar, mas fisicamente e era impossível. Vim para conectar mais, para interagir mais, talvez numa velocidade que eu mesmo ainda não experimentei, como é bom quando alguém quer falar contigo, e dizes, olha tem um café aqui na esquina de casa, podemos nos encontrar ali?

Ou quando alguém quer conectar contigo e deixa a agenda pra que você escolha? Também é bom né. Venho numa intensidade de necessidade de conexão, e não é de hoje, mas muito em função de ter percebido o que posso desejar, e o que é bom pra mim.

É muito bom pra mim, estar com as pessoas. É muito bom pra mim trocar conhecimento. É muito bom pra mim, aprender ensinando, e ensinar aprendendo. Trocar, apoiar, receber reconhecimento ou abraços, mas na certeza de que o fluxo só acontece hoje, e no passado temos as experiências contadas através da história.

São 22.37 de domingo 9 de dezembro, mais uma vez pulei 2 dias sem escrever, não é a idealização que pensei, mas foi o que foi possível pra agora, esse agora não existiu nem ontem nem anteontem,

Olho pra pergunta, e o desejo para agora, é que eu consiga estar bem comigo de que fiz o possível hoje, de que esse texto se reflete ao sábado (ontem), e que consegui produzir, criar o que eu queria criar (não do jeito que pensei, mas de outro jeito), que um café inusitado virou um aprendizado gigantesco, que um encontro de amigos me deixou transbordando de alegria, e que sim, não pude ir num outro encontro, mas não faltaram oportunidades, já que quero desejar o que é possível e bom pra mim hoje.

Qual a importância da conexão física?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo