top of page
  • Foto do escritorRafael Urquhart

Qual o limite da apreciação?

Para que limites?

A noção de limite, é limitada. Simples assim.

Por que limitar a apreciação, percebo que ela pode se estender, e é possível sim apreciar algo com viés positivo e negativo, só que o negativo vestido de outra forma, com um olhar positivo destinado ao futuro. Oi? Muito confuso?

Apreciar pra mim não é só olhar pro belo, é olhar pro que é feio e ir fundo nele buscando o aprendizado de que a existência dele permite ver o belo. Que olhar apreciativamente é sim olhar pro feio, dando tempo e atenção para que o belo e bom emerja deste olhar. Sempre existe aprendizado em tudo que vemos, apreciar não sobre bom, mal ou o que quer que tenha dualidade e juízo, apreciar é sobre aprender, sobre dar sentido ao que vemos.

Assim sinto que não existem limites para o que podemos apreciar, tudo depende de onde colocamos o foco.

Qual o resultado da prática?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

...e se tudo fosse sobre aprender?

Uma premissa básica talvez? Uma constatação quem sabe? Triste ou feliz, tenso ou relaxado, rico ou pobre, bem ou mal, sei la quantos outros paradoxos extremados binários em que por padrão comum carreg

E de fato o que é sonhar?

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f

Post: Blog2_Post
bottom of page