• Rafael Urquhart

Se não me sinto livre. Onde busco essa tal liberdade de ser?

Atualizado: 15 de out.

Onde…


A ligação direta da minha mente me leva a outro lugar, externo, como se eu precisasse sair de onde estou e me movimentar na imaginação para outro lugar.


O segundo movimento que acontece é quase como um checklist, sentir o vento, o sol, poder fechar os olhos e não cair, estar vibrando, sorrindo, sem satisfações.


Por algum segundo esse imaginário de liberdade é sequestrado, pelo custo que essa liberdade externa traz, do tipo, isso vai me custar tanto ou o pior cenário não sou capaz, merecedor ou digno dessa liberdade ou condição financeira que permita isso.


Na última noite me perguntaram:

O que é ser rico pra ti? Te consideras rico?


Respondi sim para a segunda pergunta, e sobre a primeira dizendo que tinha acesso à tudo que eu precisava. Tenho zero patrimônio e por conta disso pouca segurança financeira, mas ainda assim me considerava rico, pelas amizades, pelo conhecimento, pelo tempo, pelas conexões, pela minha história.


Não sei por que sai de liberdade na direção de riqueza, mas por algum motivo existe um paradoxo do pensar que o rico é livre, e o liberto é rico, numa relação direta ou inversamente proporcional.


Se me sinto rico, então por que não me sinto livre?


Sem deixar aberto para o próximo texto e voltando a pergunta inicial do onde? Talvez a liberdade esteja verdadeiramente em mim, no tempo presente, no agora.


Escutei ontem uma entrevista minha que dei ao podcast Presentistas da WTF schol com o Felipe Menezes. Falamos muito sobre tempo, respeito e verdades no presente. Por vários instantes na escuta me peguei me julgando no presente na pergunta de como estou sendo livre agora, livre parar parar o carro numa viajem, para tirar uma soneca de 10 minutos, para ligar ou enviar mensagem de áudio para alguém que não falo faz tempo, livre para conectar.


Livre ou Libre (espanhol) ? Liberto em mim um pouco mais desse lugar, e enfim nesse devaneio de percepções talvez a busca por liberdade seja uma utopia já que já é desnecessária, a liberdade já está aqui, hoje, no agora.


Mesmo para aquele que está preso ou encarcerado, imóvel ou paralizado fisicamente ainda lhe é disponível a liberdade de imaginar, pensar ou agir neste instante.


Sou livre quando escrevo, e este é um dos lares onde reside a minha liberdade.


Como exercitar a liberdade do tempo presente?


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f

Busco entender o melhor do que está acontecendo, filtro aquilo que me aborrece, desapego de muitos hábitos que me faziam bem me abrindo a co