VALOR
PARA SUA ORGANIZAÇÃO/NEGÓCIO

Uma área de atuação não me limita, apenas direciona o foco principal na demanda que te apoia.
Com o tempo as habilidades das outras áreas se somam em uma fatorial que amplia o resultado da área mapeada inicialmente. 
QUERO SABER O QUE POSSO RESOLVER PARA VOCE?
Vamos descobrir o "COMO" juntos.

Os custos podem ser construídos. Mapeados, projetados, planejados, auferidos, ofertados.
É uma área da engenharia que envolve orçamento, proposta, controle e reivindicação. 
É base para análise econômica do negócio, e se complementa a visão financeira e contábil.

Só podemos romper um sistema que limita a partir da visão deste sistema e da provocação criativa dos envolvidos por ele.
Inovar processos, ferramentas, produtos, soluções, mesclar os recursos já existente na direção de melhores resultados.

Liderei muitos times por muito tempo. Liderei na complexidade de obras totalmente hierárquicas, mas também liderei em organizações autônomas caóticas. 
Como associar da melhor forma um conjunto de recursos na direção de um objetivo concreto? Um projeto.

Alguns poderiam tratar como Ciência de dados, outros como transformação digital, ou ainda automação de processos.
Trabalho como a ótica de que precisamos dar direção para os dados que nos cercam, transformando-os em informação orientada a resultado.

Deseja mais detalhes sobre um dos meus serviços? Entre em contato hoje mesmo e veja os "comos" para trazer mais resultados para sua organização.

 

O que nos/me inquieta? Quais nossos pontos em comum?

Lá se vão 15 anos estudando pequenas, médias e grandes organizações de construção de infraestrutra no Brasil. Independente do tamanho, da estrutura e da cultura, percebo algo em comum, dores em comum que senti muito de perto e que acredito que se estendem a outros setores.

  • Pessoas estão sobrecarregadas, nunca se tem o time suficiente, o trabalho ideal parece nunca alcançável.

  • As organizações parecem combatentes de incêndios, estão escolhendo qual problema SALVAR em detrimento de outro.

  • Desperdício de tempo, seja em retrabalho, seja em produzir informação que já perdeu a validade ou utilidade.

  • Desperdício de conhecimento, as pessoas sabem o que, como e quando precisa ser feito, mas sempre tem um mas...falta algo.

  • A margem de erro parece só diminuir, as margens de resultados mais curtas exigem a perfeição, bloqueando o aprendizado.

  • As informações se perdem ou não existem, se perdem muitos dados, e parece que estamos sempre olhando para os dados do outro, ou dados que já venceram ou precisam de revisão.

E se pudéssemos envolver todos os níveis da organização em produzir INFORMAÇÃO além dos DADOS?

Quem mais importante para dar sentido aos dados se não aquelas pessoas que os vivem diariamente na organização?