top of page
  • Foto do escritorRafael Urquhart

Como te sentes quando os pensamento se esvaziam?

Leve e ao mesmo tempo preocupado.


É estranho estar com poucos pensamentos, passado e futuro sempre estão rondando, amarrados aquilo que precisamos fazer no agora. É estranho esse vazio, não que eu consiga perceber o vazio em si ou ausência de pensamentos, mas sua redução já assusta.


Pensar sobre o vazio de pensamentos, cria o próprio pensamento em si. É como se parar para perceber isso outros pensamentos relacionados a essa reflexão se somam.


Penso logo existo. Existo logo penso.


O que fazer?


Acho que essa pergunta esta sempre presente, o que fazer depois? O que fazer agora?


Neste vazio escrevo, é neste lugar que meus pensamentos se esvaziam, deixo as percepções fluirem, sairem em palavras observando algo a partir de uma pergunta.


Bom lembrar que a pergunta é sobre como me sinto quando. Como me sinto quando... e sabe lá o que pode estar presente neste contexto.


O sentimento do vazio de pensamentos é bom, é sinal de que inexistem preocupações e tampouco culpas, ou simplesmente é um espaço tempo para se distanciar desses dois tempos nefastos e focar no aqui no agora, no barulho dos pássaros, no refletir do sol.


Fugir? Não sei se é isso? Paz, talvez. Mas o real sentimento é sentir a gratidão de poder estar, poder ser e poder perceber que esse exato momento de vazio existe e traz seus significados ou simples reflexões.


Se é a essência que surge nesse instante não sei, mas com certeza é uma contemplação do agora, do sentir o ar, do respirar e navegar no não saber e no não pensar.


E se o silêncio fosse tão poderoso quando o ruído?

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page