Mas este texto não é sobre mim, é sobre o que estamos vivendo. Em meio a tragédias uma encima das outras, cada vez piores, em um pequeno lugar do mundo, pequenas pessoas, estão dando pequenos passos que podem transformar o mundo. Não duvide de corações transbordando de intenções positivas, conectados pelo mesmo olhar e seguir. Vem muita coisa boa nesse mundão que nos cerca.

Podemos comprar menos, mas se reduzíssemos somente os processos, creio (não sei se vale ou não) estaríamos reduzindo o desperdício de custos, a engenharia de custos na ordem de 50%. É fazer a mesma coisa tantas vezes, de tantas formas distintas e repetitivas, que me aborrece a perda de tempo de todos, o desperdício de tempo humano a todo tempo, que impacta em custos que ninguém vê.

Ver os amigos, apresentar meu filho, sentar numa roda de conversa, falar sobre sonhos e sobre futuro, me fez sentir vivo, pelo fato de me reconhecer no positivo que vejo no outro. Ver esse casal de amigos, no positivo da suas existências e lembranças dos momentos divertidos que vivemos juntos, me devolve a um lugar de conforto dentro do meu próprio coração que desejo me manter por muitos longos anos próximo do meu filho.

Duas experiências, quatro possibilidades de histórias, e a possibilidade de praticar a não violência, é a escolha que fiz para ME FAZER FELIZ, É BOM PRA MIM, É COERENTE COM O QUE ACREDITO e assim durmo tranquilo de que fiz além da minha parte, extendendo a confiança ao outro, e deixando as coisas melhores do que encontrei, agindo como eu gostaria que tivessem agido comigo.

Quando falamos do coração algo mágico acontece, quando ficamos nesse lugar de fala e escuta a magia emerge, conseguimos colocar uma lente que nos permite clarear a intenção um do outro. Julgamentos caem, histórias tristes tornam a possibilidade de novos aprendizados não tristes, e de alguma forma, soluções simples brotam, ações simples movem coletivos, e tudo se conecta e faz sentido.

Passaram as horas e durante o dia de ontem, ao menos mais 12 enfermeir@s estiveram com o Benjamin, somados aos avós e visitas, o número incrivelmente passou de 40 pessoas que já tornam possível a vida do Benjamin. Posso juntar ainda as mais de 500 mensagens de carinhos de amigos, familiares, e os que não estão próximos, mas que mandaram luz e uma boa hora, para o Benjamin, vibrando em energias positivas pela sua chegada.