• Rafael Urquhart

Como evoluir equilibrando expectativas? (17/set)

Parece que tudo fica melhor com uma pitada de equilíbrio.

Expectar com parcimônia e equilíbrio torna a expectativa mais leve. Por que não adianta no fundo no fundo esperamos que algo aconteça, é inconsciente, mas quando ouvimos um trovão esperamos que logo venha a chuva, e este simples fato já é uma expectativa baseada em todas as experiências que tivemos com trovões. Posso esperar granizo, ou estar firme dizendo que é uma brisa. Ambos não são equilibrados, o arriscar mais acertivo é de que vai chover mesmo.

O evoluir vem do incremento das experiências para o despertar do novo, mas também vem da abertura ao incerto nesse mesmo despertar do novo. Ambos coexistem em equilíbrio. Por isso me surge fantástico o fato de que quando as expectativas estão equilibradas e clarificadas com todo o entorno, nos fica fácil imaginar um contexto de ambiente seguro, para que evoluamos ou sozinhos ou em coletivo.

Sobre o como? Não existe formula mágica, a busca do equilíbrio em qualquer âmbito é em si uma busca por evolução. O desequilíbrio aumenta proporcionalmente ao nível de evolução que temos, e é mais difícil se manter equilibrado por mais tempo a cada grau ou nível evolutivo.

É como que se eu dissesse que enquanto buscarmos por equilíbrio nos manteremos evoluindo, seja equilíbrio de expectativas, como equilíbrio de aceitação. Ambos são reflexos da nossa evolução.

O que acontece quando nos desconectamos do sonho?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f