• Rafael Urquhart

Como perceber o caminho do meio?

O “como perceber” transforma a pergunta quase numa missão. Se eu tivesse escrevendo por um viés de convencimento, o como seria complementado talvez por um fazer, distribuir, implementar, mostrar, convencer ou se lá quantas possibilidades existiram na palavra para preencher o como fazer algo pelo caminho do meio.

Me vem uma grande tomada de consciência de que está difícil perceber, de que talvez poucos percebam as possibilidades existentes neste outro caminho ainda não experimentado. Talvez ele dê mais medo, ou pareça impossível para quem já o percebeu. Ao mesmo tempo o desconhecido traz em si infinitas possibilidades de tesouros, abundância e novos aprendizados.

Me foi difícil perceber esse novo caminho, ainda estou paraliso e preso apenas na percepção do mesmo. Migrei de um mundo competitivo, para um mundo colaborativo, vivi dois extremos que em algum lugar se afastam e pouco se conectam, e percebi que neste paradigma existe um gigante caminho do meio, ora cá, ora lá. Percebi nessa jornada que também existem outros caminhos do meio para tantas outras polaridades, e que a maior dificuldade é conseguir aproximar outras pessoas para enxergar estes outros caminhos conosco.

Não consegui convencer, não consegui provar, tampouco consegui demonstrar através de case, só consegui convidar para que outros experimentem o que eu experimentem e tirem suas próprias conclusões.

Penso que convidar para pequenos experimentos deste caminho seja uma forma, de torná-lo perceptível a mais pessoas, acredito que somente saber que existe não basta, mas posso considerar já ser um primeiro grande pequeno passo.

E se o que nos faltassem fossem laboratórios?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f