• Rafael Urquhart

Para que pedir feedback?

Para ampliar o campo de possibilidades.

Com a cultura de dar e receber feedbacks ocorrem diversos pontos importantes:

assumo que a inteligência coletiva vai mais longe que a individual;

abro conversas importantes com pessoas que estão disponíveis a apoiar e colaborar;

permito e dou a oportunidade de outros colaborarem;

pratico minha escuta sem julgamento;

dou voz a quem gosta do meu trabalho;

crio oportunidades rápidas de melhoria e evolução;

melhoro a entrega e antecipo divergências;

trago leveza e reduzo o medo automaticamente aumentando a autoconfiança;

A lista poderia seguir infinitamente, na perspectiva de cada um, por isso a reflexão interna individual, para quê? Para ti.

Tive e ainda tenho muito medo do que possa parecer um pedido de Feedback para quem o recebe. Com o tempo fui percebendo que essa percepção, aceitação, resposta ou não, é uma escolha que entrego ao outro, e tudo bem a pessoa não me responder, ou responder de forma curta com pequenas impressões. Tudo bem também responder bélicamente se opondo a tudo, é o momento de cada um. Cabe a mim escolher a forma, o momento o jeito que faço o pedido. Quem está próximo a mim já sabe que pode receber um pedido de Feedback instantâneo, sem compromisso e que faz parte do meu dia a dia.

É como se em algum lugar eu soubesse quem são e onde estão os entes da minha rede de apoio. Se você em algum momento recebeu um pedido meu de Feedback, saiba que isso ocorre por que confio em você. Se não recebeu, tudo bem também, não é por que não confio, talvez apenas por que o assunto não era próximo ou estávamos mais distantes nesse momento.

Qual o tempo que damos para respirar inquietações?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f