top of page
  • Rafael Urquhart

Qual a dificuldade de iniciar?

Estar consciente que se encontra no inicio é uma das dificuldades.

Tenho começado inúmeros projetos, estartado conversas, apoiado vários inicio em diversas frentes. Mas alguns inicio relativos a mim mesmo tem me custado mais. Já se vão 6 meses sem gerar receitas/ingressos como possamos chamar. São 6 meses também por iniciar um cuidado comigo relativo a saúde que até agora não começou.

Muitas vezes o discurso cai na falta de tempo, não é que eu não esteja fazendo nada, é que facilmente ocupo a agenda com compromissos relacionados aos outros deixando.os meus para posterior. As vezes aquilo que mais temos que começar é justamente o que não começamos.

Tenho feito alguns movimentos pra iniciar os exercícios, a dieta, e me custa tanto por estar inserido em uma zona de conforto aparente, que fico paralisado, não acontece, não estarta. Ocupo tempo em minha cabeça nos passos que tenho que dar, e eles não acontecem.

Imagino que isso seja um padrão que se repete em outras frentes com muitas pessoas. Venho desenhando meus produtos, definindo meu campo de atuação, e para isso preciso de um novo site. Ta ali disponível, só iniciar, e não começo nunca.

Por que é mais difícil? O que tem de difícil nas coisas que temos que iniciar para nós mesmos.

Podem ser bloqueios, travas mentais associadas ao passado, prisões por crenças que limitam o movimento. Não são só desculpas, existem outros movimentos internos do insconsciente que sabotam o inicio destes movimentos, não é tempo, não é oportunidade, é disciplina em iniciar e concluir. Concluir o inicio, segmentar uma etapa em inicial e concluída, do tipo iniciar e estabelecer uma sequência de 21 dias, até que o hábito fique enraizado por exemplo.

Fica mais simples olhar por essa ótica, mas ainda é difícil. É como se tivesse que contar para mim mesmo, agregando valor dos benefícios que estes iniciares irão trazer. É preciso paciência, aprendizado, treino, para dar o primeiro passo.

Fico me perguntando, por que foco no todo e não só no primeiro passo?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Uma premissa básica talvez? Uma constatação quem sabe? Triste ou feliz, tenso ou relaxado, rico ou pobre, bem ou mal, sei la quantos outros paradoxos extremados binários em que por padrão comum carreg

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f

Post: Blog2_Post
bottom of page