• Rafael Urquhart

Qual o tamanho de uma descoberta?

Tamanho, medida, métrica, valorização…

Paro pra pensar nas ultimas descobertas que tenho experimentado e não tem como não olhar para as descobertas diárias do meu filho, ontem ele passou do primeiro metro andando sozinho e descobriu que consegue, que é possível caminhar. Não foi ao acaso, ele vem treinando, se experimentando dia após dia, começou descobrindo que se movimentava sentado, nunca engatinhou, sempre olhando pra cima, depois aprendeu a se pendurar, aos poucos a se apoiar, depois a se movimentar como uma lagartixa colado as paredes, por fim num paço de confiança se experimentou e descobriu que pode.

Qual o tamanho da descoberta de que podemos andar?

Fico paralisado em pensamentos infinitos, de todas as descobertas que tive ao longo da minha vida, vou reduzindo o foco até olhar para as de ontem e de hoje, o que descobri?

Incrível como não paro para perceber minhas pequeninas descobertas, algo que eu fazia de um jeito e percebi que existia outro, um movimento novo, uma expressão nova, uma palavra nova, uma ferramenta nova e principalmente algo novo de alguém.

Fico com essa última pra refletir, o quanto descubro ao longo do meu dia sobre os que me cercam?

Qual o tamanho e importância que estas descobertas geram?

Ontem descobri que meu filho ja pode andar, que chegou a hora dele experimentar novas doses de autonomia. Quando minha filha Caroline de 9 anos chegou nesta fase eu não estava perto, e descobri ela já caminhando. O quão vibrante é descobrir a potência no outro? Quem dirá em si mesmo?

O que sinto, olhando para a pergunta deste texto, é que não é sobre UMA descoberta, é sobre todas elas, é sobre perceber e celebrar. Quais os tamanhos das descobertas ao longo do dia? Não importa o tamanho ou a importância, por que isso vem de comparação.

O importante mesmo é saber que todo dia é o dia perfeito para novas descobertas, seja do tamanho que for, sem comparação, somente sentindo e percebendo cada uma delas, dando espaço para as sensações que brotam ao descobrir algo novo.

Como anda a sua persistência?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f