• Rafael Urquhart

Se tudo evolui? Será que sonhos também são evolutivos?

Pensando em cascata...

Sonhamos boa parte da vida...

A grande maioria desses sonhos se perdem na memória...

Uma pequena parte destes sonhos registramos, lembramos, escrevemos, desenhamos, pedimos...

Dessa pequena parte ainda, eles nunca acontecem exatamente como o sonhado...

A media que vamos ganhando tempo de experiência essa quantidade aumenta...

Não sei se a qualidade ou detalhe também aumenta, já que os sonhos quando criança eram especiais...

Mas será que esses sonhos não vão acumulando detalhes dos anteriores?


Deixo a duvida no ar, sem querer afirmar, mas pronto pra olhar o que acontece em mim.


Já sonhei em ser piloto de avião (a parte que mais lembro quando criança)

Sonhei em ser desenvolvedor...

Sonhei em entrar pro ITA e ser um engenheiro aeronáutico...

Sonhei em ser engenheiro...(quase me tornei matemático)

Sonhei em ser um reconhecido engenheiro de custos...

Sonhei em desenvolver ferramentas que resolvessem dores da engenharia...

Sonhei em desenvolver processos que curassem dores sistêmicas...

Sonhei em plantar arvores, escrever livros e ter filhos...

Sonhei em conhecer o mundo...

Sonhei em mudar o conceito de propriedade imobiliária para ter casa pra todos...

Sonhei em mudar o conceito de propriedade energética para ter energia limpa para todos...

Sonhei em me permitir sonhar...

Sonhei em preparar outros para sonhar e realizar...

Sonhei em morar num lugar especial pra mim e pra receber outros...

Sonhei em parar de me mudar e criar raizes novamente.


Talvez eu não tenha escrito a maior parte dos sonhos que já escrevi, mas de alguma forma sinto que o sonho foi ganhando camadas na minha mente ainda impossíveis de descrever, detalhes minuciosos de cuidado a partir de experiencias passadas.


Não posso afirmar que o sonho evoluiu, meu sonho foi só um sonho, o que acontece depois dele ja deixa de ser sonho mesmo que sonhado com muitas outras pessoas.


O que posso afirmar é que eu evolui. Olhar pela lente do sonhar, me permite olhar para a evolução da minha maturidade, da solidez, do sentido, do desenho daquilo que importa agora, despreocupado do que vai importar e do que vou sonhar nas próximas 5 décadas.


Como documentar a nossa evolução?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f