• Rafael Urquhart

Tem te dado tempo?

Tempo de qualidade?

Pouco. Sinto que sempre falta tempo, tudo é urgente, a necessidade de atender os outros sempre ultrapassam as minhas, e vou deixando para depois, e dia a dia o tempo vai passando sem me dar tempo.

Esse me dar tempo envolve desde tempo pra autocuidado como também tempo pra não fazer nada. Esse não fazer nada não é sobre olhar televisão, passear, se divertir ou dar uma volta. É não fazer nada mesmo, ficar só observando, parar, respirar, e sentir o que está acontecendo a volta, se der tempo REFLETIR um pouco.

Sinto a minha volta que as pessoas já não refletem mais sobre o que fazem, sobre o seu entorno e muitas sobre o que são e como se sentem. Simplesmente seguem fazendo sem pensar muito no sentido que isso traz ou nos sentimentos que carregam.

Das-se tempo envolve também diminuir as cobranças, deixar que as coisas aconteçam no tempo certo. Diminuir o controle e ampliar a percepção, deixar que o entorno e as demais pessoas possam participar junto com você. Respeitar que as coisas acontecem no tempo das coisas, e não no nosso tempo.

Dar-se tempo é perceber que tempo é esse em que navego, para deixar fluir, soltar, manter leve o que me cerca e o que faço no tempo adequado da vida.

Para quê tantos pensamentos?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Um verbo. Pronto, até aqui concordamos todos. Este é o limite do meu consicente, do pensar, do entender que consigo conectar com qualquer um que me lê, até o meu eu do futuro. O que é? Para quem? De f